Racismo no trabalho: nos EUA custa U$ 1 milhão; no Brasil, U$ 4 mil

Fonte: JOTA Melvin Berry, negro, 43 anos, com formação universitária, foi contratado para trabalhar na fábrica de automóveis elétricos da Tesla em Freemont, Califórnia, onde era diretamente subordinado a um supervisor branco, de 23 anos, com formação educacional limitada ao ensino médio. Durante a vigência da relação de emprego, Berry foi seguidamente tratado com termos […]