“Os negros mortos são números, eles não têm nome”: as vozes contra o racismo que mata no Brasil

Fonte: Jornal El Pais: https://brasil.elpais.com/brasil/2021-05-14/os-negros-mortos-sao-numeros-eles-nao-tem-nome-as-vozes-contra-o-racismo-que-mata-por-chacina-fome-ou-covid-19-no-brasil.html

Ato de denúncia reúne milhares de manifestantes em São Paulo e outras capitais uma semana depois do massacre no Jacarezinho, onde 28 pessoas foram assassinadas durante uma operação policial

A chacina do Jacarezinho segue reverberando nas ruas. “Chega de chacina. Educação, auxílio e vacina”, cantavam nesta quinta-feira milhares de manifestantes na avenida Paulista, em São Paulo, uma semana depois da operação policial que acabou com a vida de 28 pessoas. Suas vítimas foram constantemente lembradas neste 13 de maio, dia em que foi assinada a Lei Áurea, que marcou o fim do regime de trabalho escravo no Brasil. A data se transformou num dia nacional de denúncia do racismo, e de lembrar que essa estrutura segue matando centenas de milhares de negros todos os anos —“de bala, de fome e de covid-19”, como diziam os manifestantes. “Hoje não é um dia de comemoração, é um dia de denúncia desse falso processo de abolição que até hoje coloca a população negra na marginalidade”, opina Wellington Amorim, de 26 anos.