Homem diz ter sido obrigado a tirar parte da roupa em supermercado de Limeira e registra caso na polícia

Fonte: G1

Um homem de 56 anos denunciou ter sido obrigado a tirar parte da roupa em um supermercado atacadista de Limeira (SP) e registrou, neste sábado (7), um boletim de ocorrência por constrangimento ilegal na Polícia Civil. 

Segundo o registro policial, ele foi abordado por dois seguranças que suspeitaram que o cliente havia furtado produtos da loja na tarde de sexta-feira (6), e teve que se despir na frente das outras pessoas que estavam no local.

O caso foi na rede atacadista Assaí, que fica no Centro da cidade. O estabelecimento informou, em nota, que afastou os funcionários envolvidos e abriu uma sindicância para apurar o que aconteceu. A rede disse, ainda, que não adota e nem orienta abordagens constrangedoras a clientes.

A esposa do homem disse à EPTV, afiliada da TV Globo, que o marido tinha ido ao supermercado para pesquisar preços e acabou optando por não comprar nada. Na saída, foi abordado pelos funcionários do local, que o teriam feito tirar a blusa de frio e a calça para provar que não havia levado produtos sem pagar.

Após o ocorrido, o homem ficou nervoso, começou a chorar e precisou ser acalmado pelos próprios funcionários em um canto da loja, onde várias pessoas criticaram a atitude dos seguranças, conforme mostra o vídeo. A Polícia Civil vai investigar o caso.