Casal acusa jovem negro de furtar bicicleta, e ele precisa provar que é sua; assista

Fonte: Portal Brasil de Fato: https://www.brasildefato.com.br/2021/06/14/casal-acusa-jovem-negro-de-furtar-bicicleta-e-ele-precisa-provar-que-e-sua-assista

Ação aconteceu no Leblon, bairro da Zona Sul do Rio, e foi filmada pelo rapaz, que aguardava a namorada ao ser abordado

Um instrutor de surfe foi abordado por um casal no último sábado (12), no Leblon, bairro da Zona Sul do Rio de Janeiro que tem um dos metros quadrados mais caros do Brasil. Matheus Ribeiro, que é negro e morador da Maré, na zona norte da capital, estava com sua bicicleta elétrica e narrou nas redes sociais a tentativa do casal de incriminá-lo pelo suposto roubo do veículo.

“Na tarde de ontem, Dia dos Namorados, eu estava esperando minha namorada em frente ao Shopping Leblon quando, do nada, me aparecem esses dois jovens com as seguintes frases: ‘Você pegou essa bicicleta ali agora, não foi?’, ‘É sim, essa bicicleta é minha’, replicou a jovem moça”.

Matheus conta que ainda mostrou fotos antigas no celular e chave para provar ao casal que a bicicleta era sua. Sem acreditar, o jovem que acusou o rapaz negro se aproximou para conferir se o cadeado da bicicleta estava aberto.

“Só consegui provar que a bicicleta é minha quando, sem minha autorização, o lindo rapaz pega o cadeado da minha bicicleta e tenta abrir. Frustrado com sua tentativa, ele diz que não me acusou. Afinal, o rapaz só estava perguntando”, ironizou Matheus, no relato.

“Acabaram de roubar a bicicleta dela, é igualzinha. Desculpa, desculpa. Eu não te acusei, só estou te perguntando”, respondeu o jovem que acusava Matheus. O instrutor de surfe, então, pediu ao casal para ir embora. “Vai embora, que eu não tenho nada para vocês”.

“Um preto numa bike elétrica? No Leblon? ‘Só podia ser, eu acabei de perder a minha, foi ele’. Eles não conseguem entender como vocês está ali sem ter roubado deles, não importa o quanto você prove. Ela não tem ideia de quem levou sua bicicleta, mas a primeira coisa que vem à sua cabeça é que algum neguinho levou”, desabafou Matheus.

Repercussão

A postagem de Matheus teve mais de 70 mil curtidas. Vice-presidente da Comissão de Combate às Discriminações e Preconceitos de Raça, Cor, Etnia, Religião e Procedência Nacional da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), a deputada estadual Mônica Francisco (Psol) se colocou à disposição para encaminhar uma denúncia sobre o caso.

“Racismo todo dia. Preto não pode ter bicicleta elétrica, que é criminalizado? Desculpas não são suficientes e precisamos lutar pelo fim do racismo em nossa sociedade. Podemos ter bicicleta elétricas, ser parlamentares e existir. Lutamos todos os dias pelo direito de viver e queremos respirar em uma sociedade livre do racismo e que seja de bem-viver para pretos e pretas”, disse a parlamentar.