Segurança do Futuro reúne grupo para criar ações conjuntas para combate à violência e racismo estrutural

Dia 09 de agosto foi amplamente divulgado na mídia um novo episódio que muito nos inquieta e preocupa. Embora ainda em apuração pela Polícia Civil, mais um homem negro de 56 anos foi obrigado a retirar a roupa em público ao ser pressionado por funcionários genericamente identificados como seguranças, em um supermercado atacadista Assaí em Limeira (SP).

Nos últimos anos assistimos a situações de atentado aos Direitos Humanos, extrema violência e injustiça racial em vários episódios envolvendo a segurança privada. Um dos mais gritantes foi o do caso Carrefour, que culminou na morte de João Alberto Silveira.

Um grupo de representantes da sociedade e do setor de segurança privada se reuniu ontem (10/08) e debateu o ocorrido, vindo a público manifestar indignação e afirmar que se coloca veemente contra este tipo de atuações que envolvem direta ou indiretamente a segurança privada.

Nessa medida, o grupo se propõe realizar ações conjuntas que visem combater a violência e o racismo estrutural, com contributos para a organização das reponsabilidades empresariais, melhoramento dos protocolos, capacitação e aprimoramento do trabalho dos profissionais da segurança, sobretudo em ambientes comerciais e de serviços.

Assinam esta missiva as seguintes pessoas, representando suas entidades: Prof. José Vicente, Reitor da Universidade Zumbi dos Palmares (UZP) e membro do grupo sobre segurança privada criado pelo STJ; Susana Durão, Professora da Unicamp e coordenadora científica do Centro de Estudos e Pesquisas em Segurança, Igualdade e Justiça Racial da UZP; Jeferson Furlan Nazário – Presidente da Fenavist; José Jacobson Neto – Vice-presidente da Fenavist e Presidente da ABREVIS; João Eliezer Palhuca – Vice-presidente da Fenavist e Presidente da SESVESP; Marco Antonio Lopes – Vice-presidente da Fenavist e Presidente da ABSEG; Susy Yoshimura e Ronald Afonso Da Silva, responsáveis pela gestão área de segurança e prevenção de perdas do grupo Assaí Brasil.