Papo Preto #22: Acesso à educação e racismo, com Vitor Del Rey

Fonte: Portal UOL / Alma Preta: https://www.uol.com.br/ecoa/ultimas-noticias/2021/03/13/papo-preto-22-acesso-a-educacao-e-racismo-com-vitor-del-rey.htm

O sociólogo, ativista e criador do movimento de capacitação educacional e atualização profissional para pessoas negras A Ponte Para Pretxs, Vitor Del Rey é o convidado do 22º Papo Preto. Na conversa com o apresentador Yago Rodrigues, Del Rey falou sobre sua trajetória em relação à educação, à leitura e ao racismo. “Eu fui criado na igreja, então eu tinha acesso a um livro: a Bíblia. Esse contato foi bom pra mim no sentido de que despertou a leitura, e aí eu comecei a ler outras coisas”, disse.

Ele também comentou o racismo “sutil” de seus colegas de faculdade na Fundação Getúlio Vargas. “De segunda à sexta a gente era amigo, eles apertavam a minha mão, a gente fazia trabalho junto. Aí chegava o final de semana, eu ia pra Nova Iguaçu, onde sou nascido e criado. Quando olhava a rede social, tava um na casa do outro fazendo festa e eu nunca era convidado. Não era convidado para frequentar o espaço deles”, disse. Para Del Rey, o estudo ajuda a perceber esse racismo mais velado. Mas ele enfatiza a necessidade de valorizar outros saberes.

Para Del Rey, o estudo ajuda a perceber esse racismo mais velado. Mas ele enfatiza a necessidade de valorizar outros saberes. “Minha mãe sabia que a polícia ia me parar porque eu sou preto e que pra polícia preto é bandido. Mas ela não entendia toda a complexidade por trás do racismo. Entender essa lógica que está por detrás obviamente demanda um pouco de estudo e esse estudo às vezes está alocado na academia. Mas existem outros saberes que estão dentro da favela, das comunidades periféricas, dos presídios e com os nossos mais velhos” afirmou.

Papo Preto é um podcast produzido pelo Alma Preta, uma agência de jornalismo com temáticas sociais, em parceria com o UOL Plural, um projeto colaborativo entre o UOL e coletivos independentes. Novos episódios vão ao ar todas as quartas-feiras.