Sao Paulo, 10 de setembro de 2020.

Cerimonia do Projeto de Lei de Nomeacao de 12 CEUs na capital paulista.

Foto: Afonso Braga

Movimento AR consegue a extinção do “mata leão” na GCM de SP

O líder do Movimento AR, José Vicente, participa de solenidade a convite do prefeito Bruno Covas, na Câmara dos vereadores de SP, para apresentação do PL que denomina 12 CEUs (Centros Educacionais Unificados) com o nome de personalidades negras ligadas à história do Brasil, como o ator, cantor e compositor Luiz Melodia e a escritora Carolina Maria de Jesus, entre outros.

Durante o evento o prefeito falou ainda sobre o decreto assinado por ele que extingue a prática de “mata leão” nas abordagens da Guarda Civil Metropolitana, uma das reivindicações do Movimento AR. O decreto dispõe sobre a vedação do uso de técnicas de estrangulamento diz que “É vedado aos agentes da Guarda Civil Metropolitana, no exercício de suas funções, o uso de técnicas de estrangulamento, restando vedada a sua aplicação com qualquer parte do corpo ou com a utilização de qualquer tipo de instrumento”.

Foto realizada em 04/08/2020 na sede da prefeitura de SP

Em 04 de agosto José Vicente apresentou, pela primeira vez, o Movimento AR ao prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que havia ficado de avaliar e ver como a Cidade de São Paulo poderia aderir ao Movimento AR.  Em decorrência dessa reunião, o prefeito Bruno Covas assinou ainda o Decreto que institui a Política Municipal de Prevenção e Combate ao Racismo Institucional e  Decreto que declara de utilidade pública para desapropriação dos imóveis  necessários à implantação do Memorial dos Aflitos.

Convidado especial do evento, o líder do Movimento AR e reitor na Universidade Zumbi dos Palmares, José Vicente, falou sobre a importância desta data para o combate ao racismo no Brasil. Ele comentou que o conjunto de medidas apresentado hoje é um marco e um farol para o futuro. “Nós estamos construindo nesta manhã um paradigma do que foi o tratamento deste tema até os dias atuais e o que é deverá ser o tratamento deste tema para os dias que virão”.

#movimentoAR, #VidasNegrasImportam, #combateaoracismo,