ar1

Movimento AR completa três meses

Você está acompanhando, ao longo dos últimos 90 dias, as batalhas lideradas pelo Movimento AR por políticas públicas, ações afirmativas e engajamento de empresas à nossa causa. Abaixo as principais conquistas do Movimento AR nesses três meses.

  • Fim da técnica mata leão pela PM de todo estado de SP e pela GCM da capital.
  • Aprovação de cotas para estagiários negros no Judiciário, pelo CNJ e inclusão da Igualdade e discriminação racial no Observatório Nacional da Justiça. Esses dois pedidos foram protocolados pelo Reitor junto à presidência do CNJ em novembro e foram aprovados em setembro.
  • Pesquisa com seguranças de seis shoppings (4 de SP, 1 RJ e 1 GO) em andamento, para mudança de protocolos de abordagem.
  • Criação do GECRADI – Grupo Especial de Combate aos Crimes Raciais. Foi um pedido ao Procurador Geral de Justiça de SP.
  • Criação do Comitê Segurança do Futuro – uma união de oito universidades conceituadas no Brasil para “estudar” a PM do estado e oferecer soluções com base nesse estudo acadêmico para a PM. Relatório será entregue em agosto de 2020.
  • Criação de vagas para estagiários negros por meio de parceria com empresas como Ambev, Cyrella Commercial Properties.
  • Criação do Comitê Segurança do Futuro com a união da Secretaria de Segurança Pública de SP, alto comando da PM e as universidades Getúlio Vargas, PUC, Unesp, Unicamp, Universidade Federal do ABC, USP e Universidade Zumbi dos Palmares.
  • União de 40 empresas e lançamento de campanha  em defesa das vagas para negros, em apoio ao Magazine Luiza, quando abriu vagas de traines exclusivas a negros.
  • Conquista da cota financeira para candidatas negras.
  • Apresentação do Movimento AR para 40 empresas de segurança da GPA (Grupo Pão de Açúcar).
  • PL para mudança de nome de 12 CEU´s em SP em homenagem a negros.
  • Adesão de empresas ao Fundo Vidas Negras, do Movimento AR.