Humorista é vítima de racismo ao ser acusado de agressão

Fonte: Revista IstoÉ Gente: https://istoe.com.br/humorista-e-vitima-de-racismo-ao-ser-acusado-de-agressao/

Brunno Pereira Campos, de 42 anos, mais conhecido como Brunno Jaka, foi acusado de agressão em um bar localizado em Goiânia. O humorista não estava presente quando o crime aconteceu, o que fez com que ele se tornasse vítima de racismo, já que acredita ter sido apontado como agressor apenas por ser negro.

O comediante revelou, em entrevista ao UOL, que chegou ao estabelecimento para produzir o show de uma banda, até que viu Helder Régis com o rosto ensanguentado do lado de fora do bar. “Eu não estava no local. O segurança agrediu esse senhor, que estava bêbado. Eu o vi no lado de fora e perguntei se precisava de ajuda. Ele disse que não, mas pedi para ligar para Polícia Militar. Quando a viatura chegou, acabou dizendo que eu e o segurança o agredimos. Só que eu não estava no local e todo mundo falou o contrário dele”, disse.

Mesmo tendo sugerido chamar a Polícia Militar, Brunno foi apontado como o autor do crime. Ele disse que as autoridades nem quiseram avaliar a possibilidade de haver outro suspeito, apenas pediram que ele fosse algemado e “jogado na caçamba”.

Em nota, a Polícia Civil afirmou que Brunno será ouvido em situação oportuna sobre o caso de crime de injúria racial ou racismo. “Será instaurado o procedimento cabível para o caso, além da análise de câmeras de segurança do local”, disse.