Discurso sobre racismo, alfinetada nos brothers e mais: os momentos marcantes de Tiago Leifert no “BBB 21”

Fonte: Portal Gaúcha ZH: https://gauchazh.clicrbs.com.br/cultura-e-lazer/tv/noticia/2021/05/discurso-sobre-racismo-alfinetada-nos-brothers-e-mais-os-momentos-marcantes-de-tiago-leifert-no-bbb-21-cko3ek858007f0180fnpk7x64.html

Com interferências pontuais, apresentador é considerado um participante extra

Os confinados são a principal atração do Big Brother Brasil, mas há sempre outra estrela, perto da casa. Ao comandar a 21ª edição do reality show, o apresentador Tiago Leifert também teve seus momentos icônicos. 

Entre alfinetadas em jogos da discórdia, discursos de eliminação e conversas sinceras com os brothers e sisters, ele é visto quase como um participante a mais do programa. Confira, abaixo, alguns momentos marcantes de Tiago Leifert no BBB 21.

Discurso sobre racismo

Big Brother Brasil 21 protagonizou, pela primeira vez na história do programa, uma conversa ao vivo com os participantes sobre racismo. Em determinado final de semana, Rodolffo comparou a peruca de homem pré-histórico, da fantasia do monstro, ao cabelo de João Luiz. Durante o jogo da discórdia, realizado na segunda-feira, o brother se emocionou ao desabafar sobre o comentário do colega, em um posicionamento que gerou diversos debates nas redes sociais. 

No dia seguinte, quando o sertanejo seria eliminado da competição por voto popular, Leifert entrou ao vivo antes de anunciar o resultado da berlinda para falar sobre o assunto, em discuso elogiado por João e pelo público nas redes sociais.

— Eu vi sua defesa, bastião (apelido de Rodolffo). E quando eu era mais novo, no colégio, também brincavam com meu cabelo. Aliás, o pouco que me resta não é liso. As pessoas brincavam que era cabelo de lixa, mas isso nunca fez a menor diferença para mim. Um cabelo black power não é um penteado. É mais do que um penteado. É um símbolo de luta, resistência, foi o que os pretos americanos usaram como símbolo antirracista, eles vestiam o black power para mostrar que eles se amavam. Há pouquíssimos anos atrás, uma pessoa negra tinha que levantar de um ônibus para um homem branco sentar. Historicamente, o cabelo do João foi associado a uma coisa errada, suja, feia. Não existia cosmético para a pele da Camilla até pouquíssimo tempo atrás. E é por isso que quando a gente faz um comentário sobre o cabelo do João não é sobre um penteado. Você está falando de um símbolo, da ancestralidade do João, tem muito aí — disse.

Big Stick

Apesar do posicionamento de Leifert ter sido elogiado na internet, a audiência não gostou do discurso que ele deu para anunciar a eliminação de João na semana seguinte. O apresentador decidiu referenciar a política do Big Stick, que é a maneira como o presidente dos Estados Unidos (EUA) Theodore Roosevelt (1858-1919) se posicionava para resolver conflitos diplomáticos. A ideia do mandatário era apostar em um discurso manso, ao mesmo tempo em que deixava os outros países conscientes do poderio bélico dos EUA. A estratégia foi utilizada em nações da América Central, Caribe e América do Sul — e, na América Latina, serviu para interferir na política contra credores europeus.

— Tinha um presidente americano de muitas décadas atrás que falava, um dos lemas dele, “fale manso, mas carregue um grande porrete”. O que ele estava querendo dizer é que a força dos americanos, da força militar, era tão tão grande, tão forte, que não precisava ficar mostrando isso o tempo inteiro, e ameaçando o tempo inteiro. Era só falar manso e carregar um grande porrete, que todo mundo ia automaticamente respeitar você, porque as pessoas sabem da sua força. E acho que dá para dizer que todos vocês aí já mostraram a força de vocês. Aliás, vocês entraram todos por causa disso. Mas no BBB não tem como falar mansinho o tempo inteiro só porque você sabe que é forte demais. É preciso exercer a força sempre aí dentro porque foi por causa dela que você entrou no BBB. Sai hoje quem tem muita força e deveria ter usado bem mais — disse Leifert no discurso.

Tão “planta” que…

Elencada como uma das participantes mais “planta” do jogo, Thaís não foi protagonista nem mesmo no discurso de sua eliminação. Ao lado dela, disputavam a berlinda Arthur e Fiuk, que ensaiavam uma trégua após semanas de desentendimentos. Tiago, ao invés de falar da falta de posicionamento da sister no jogo, optou por dar enfoque à rivalidade entre os dois brothers. Antes de começar a conversa com os confinados, até avisou o público que iria “fazer um caminho para dar um sustinho neles”.

— Qual a história que vocês vão contar quando vocês saírem? Alguém vai falar: “Você participou do Big 21, como é que foi lá?”. O que você tem pra contar? Qual que é o grande momento, o clímax? Você fala “nossa, aquele momento”. Qual vai ser o meme que vão fazer de você? No ano que vem, no próximo elenco? Qual história vocês contaram até aqui? (…) E nesse paredão, acho que é inegável que a gente tem um conflito. Desde o começo, duas pessoas desse paredão se estranharam. Não sei como começou, não lembro, talvez nem eles lembrem direito qual foi o estopim, mas foi um conflito constante que veio crescendo e briga ali, faz as pazes, dá uma trégua e depois volta — começou.

— Nada melhor do que um paredão, então, pra finalmente trazer uma resposta pra vocês, um resultado. Determinar quem ganhou e quem perdeu, quem tava certo. Quem não ganha hoje? Não precisa responder, hoje o público vai responder pra vocês. O público mandou uma resposta. Quem sai hoje é a Thaís — finalizou.

Quando anunciou que a cirurgiã-dentista era quem deixaria o reality show, acabou deixando os participantes confusos. A internet, por outro lado, ficou em polvorosa.

“Tiago Leifert é tão monstro, que jogou um discurso em cima da rivalidade dos caras e derrubou a Thaís que levou 10 segundos pra entender o bagulho”, disse um internauta.”Tiago Leifert gênio do entretenimento. Fez um discurso 100% focado em Fiuk e Arthur pra, no final, deixar todo mundo de boca aberta eliminando a Thaís. Apresentador único e fantástico”, escreveu outro.

Bronca em Fiuk

Vez ou outra, Tiago dava algumas alfinetadas nos participantes. Mas Fiuk foi o protagonista de uma “patada” que chegou a repercutir na internet. Durante um jogo da discórdia — dinâmica que serve para acirrar os ânimos entre os participantes — o músico precisava elencar quem não iria ganhar o reality show, mas se esquivou diversas vezes. O brother explicou que não era ninguém para dizer quem perderia a disputa por R$1,5 milhão, e foi pressionado pelo apresentador.

— Eu vou ligar mais no negócio da briga — disse o músico, referindo-se a seus desentendimentos com Arthur.

— Não é assim que funciona, a pergunta é: quem não vai ganhar? — rebateu Leifert.

— Eu entendi, Tiago, mas é o que eu consigo responder — continuou Fiuk.  

O apresentador novamente repetiu que a dinâmica não era assim. Além disso, relembrou o fato de que, na berlinda da semana anterior, não quis responder qual dos três emparedados iria ser eliminado. 

— É isso aí, Tiago — respondeu o brother.

— De certa forma, você torce para o Arthur não ganhar, por causa das brigas que vocês tiveram — completou Leifert. 

— Muito difícil colocar palavras na minha boca, mas pode interpretar assim — disse Fiuk. 

— Eu vou colocar então: você tá torcendo para o Arthur não ganhar, ele tá emparedado, e você também, então você tá torcendo para o Arthur sair — finalizou o apresentador.

Cleo Pires, que é irmã de Fiuk, não gostou da atitude do apresentador e apontou que foi “excessiva a falta de paciência dele” em suas redes sociais. Internautas, contudo, gostaram da forma como Leifert conduziu o músico. “O Tiago já perdeu a paciência, mas também que é que não perde né hahahah Fiuk arregão demais #BBB21”, escreveu uma internauta.

Tem alfinetada para todo mundo

Fiuk, claro, não foi o único alvo de Leifert. Em alguns momentos — especialmente quando tentavam pipocar no jogo da discórdia — o apresentador perdeu a paciência com os confinados. Esse foi o caso de Thaís e de Pocah quando, em uma dessas dinâmicas, elas tinham de elencar quem era o pior jogador da casa. A funkeira tentou colocar a si na categoria, pois, segundo ela, não tinha opinião formada sobre isso.

— Não pode! Vamos lá, Pocah, eu não tenho a noite inteira. Já pensou se mudam seu nome e colocam um “pi” na frente — interrompeu Leifert.

Depois, Thaís anunciou que daria o título a uma pessoa que não conversa muito sobre o jogo, mas não necessariamente a classificava assim.

— Gente, que dificuldade que vocês têm! Quem é o pior jogador, quem é que joga sujo e quem é o melhor jogador. Cara, não é difícil, na boa. Vocês falam nas costas, tem que falar na frente — disse o apresentador.

Juliette também levou bronca do apresentador ao vivo. Em outro jogo da discórdia, ela precisava elencar os protagonistas, coadjuvantes e figurantes da decisão. Ela acabou escolhendo várias pessoas para colocar em uma mesma categoria e se enrolou na resposta, despertando a ira de Tiago.

— Mas aí virou palhaçada, eu perguntei sério para você. Figurante não é descanso, é quem não tem papel, quem não está aparecendo. Não posso ter todo o tempo do mundo, você precisa se organizar — disse ele.

Indireta para Sarah?

O protocolo de não dar informações aos brothers sobre o que está acontecendo aqui fora foi quebrado por Leifert em março. Na época, a participante Sarah tinha viralizado nas redes sociais por ter debochado da pandemia, dizendo que “não pegou covid porque Deus a amava”. No domingo, ela também brincou que usaria uma máscara no programa ao vivo “pensando nas vítimas de covid”. 

Dois dias depois, o apresentador do Big Brother Brasil 21 explicou ao vivo para os participantes que, ao contrário do que se poderia imaginar quando o reality começou, em janeiro, a pandemia não retrocedeu. Ele não falou diretamente com Sarah, mas o público entendeu como um recado à sister.

— A segunda onda veio realmente muito pesada… Se vocês acham que vão sair daí e ficar tudo bem, ainda não é o caso. — anunciou. — A gente ainda tá no meio da pandemia. Eu sei que vocês olham as festas, as provas, e acham que está tudo bem, mas não está tudo bem. A gente continua trabalhando da mesma forma do ano passado, com várias restrições, com álcool, lavando a mão, máscara o tempo inteiro. Então, assim, está igual, até um pouco pior do que quando vocês entraram — acrescentou Leifert.

Em conversa com o público, ele justificou o aviso.

— Eles precisam saber. Tinha gente que estava com a impressão de que está tudo bem, fazendo até umas brincadeiras (…). Então agora a gente já deixou claro para eles que tem muita gente, sim, doente. E você que está nos assistindo, se você puder, fique em casa, se cuida — finalizou.

Interação com o público

Um dos pontos fortes do apresentador é justamente sua interação espontânea com o público. Em um momento em que a audiência esperava que Gilberto, consagrado líder, finalmente indicasse Vih Tube para o que seria seu primeiro paredão, o brother recuou e colocou Pocah na berlinda

A última cena das câmeras da casa no programa ao vivo foi a youtuber parabenizando o economista pela prova e agradecendo por sua decisão. Nisso, Leifert apareceu para o público e comentou:

— Eu sei o que vocês estão pensando, mas o paredão tá formado.

Em outro momento, ele falou sobre Thaís ter tentado comer uma embalagem de comida. Aos risos, o apresentador alertou o público sobre a ideia da sister:

— Só um detalhe: a embalagem de mandioca (…) é amiga da natureza, uma excelente ideia, sustentável. Mas obviamente não é comestível, não é pra comer. A ideia da Thaís não é boa. Não tentem comer a embalagem. É apenas uma embalagem, não é comida. A comida está dentro da embalagem.