Procurador Geral de Justiça Mario Luiz Sarrubo e Reitor Jose Vicente - foto divulgação

Atendendo à solicitação do Movimento AR, Procurador Geral da Justiça de SP cria GECRADI – Grupo Especial de Combate aos Crimes Raciais

 

Mario Luiz Sarrubo, Procurador Geral de Justiça de São Paulo e o Colégio de procuradores de justiça criam o GECRADI – Grupo Especial de Combate aos Crimes Raciais e de Intolerância no âmbito das Promotorias de Justiça Criminais da Comarca da Capital. A concepção deste Grupo foi uma reivindicação do Movimento AR conduzida por José Vicente, em duas reuniões de trabalho realizadas em julho deste ano.

O GECRADI será o responsável pelaidentificação, prevenção e repressão dos delitos de intolerância, de preconceito e discriminação cometidos na Capital, monitoramento das investigações, ações judiciais e iniciativas dos seus integrantes, visando ao cumprimento da missão institucional do GECRADI.

O Grupo fará também a articulação com o CAEx, com o CAOcrim e com o CAOCível para a criação, a alimentação e a manutenção de bancos de dados sobre crimes de intolerância e atividades correlatas e  com a Assessoria Militar da Procuradoria-Geral de Justiça, bem como quaisquer outros órgãos de força pública estatal, para a adoção de medidas que auxiliem e sejam úteis ou convenientes ao cumprimento da missão institucional do GECRADI.

Para o líder do Movimento AR, José Vicente: “são muitos os motivos de comemoração, a criação do Gecradi, aliado à outra grande conquista que foi o fim do ‘mata leão’ pela GCM na capital paulista e pela PM do estado de São Paulo, a inclusão da discriminação racial no Observatório Nacional de Justiça, a cota financeira para candidatas negras, enfim, agora o Negro passa a ser ouvido Brasil e a partir de agora, ações coordenadas e políticas públicas passam a ser adotadas no combate à intolerância racial”. “Temos ainda um longo caminho a percorrer, mas essas conquistas reforçam nosso ânimo e nossa vontade de Respirar”, conclui o líder do Movimento AR.

O Movimento AR é uma mobilização voluntária, com propósito de realizar mudanças e transformações sociais através de ações efetivas de combate ao racismo, ao preconceito e à discriminação racial contra negros. O movimento é liderado pela Universidade Zumbi dos Palmares e pela Ong Afrobras.

www.movimentoar.com.br