Produtora da Globo acusa loja de SP de racismo: “Senti impotência e raiva”

A produtora de moda Naiara Albuquerque não imaginava que passaria por um episódio traumático de racismo quando foi retirar peças de uma produção para Taís Araújo em um loja do Shopping Iguatemi, em São Paulo, na última quinta-feira, 21.

O empréstimo das peças havia sido combinado previamente por Naiara com os responsáveis pelo marketing da grife Lool, para que a atriz usasse nas gravações da série “Aruanas”, da Globo. Juliana Souza, advogada da produtora, relata o acontecido. “Naiara chegou até a loja, onde havia uma senhora branca sendo atendida, e se apresentou à vendedora. Com desdém, a funcionária pediu que ela aguardasse lá fora e voltasse dali 15 minutos”. Segundo a advogada, Naiara se retirou, por supor que se tratava de um protocolo de segurança contra o coronavírus, para evitar aglomeração no local. “No entanto, ao retornar, ela viu que havia mais clientes sendo atendidos, todos não-negros, transitando tranquilamente, sem receber nenhuma orientação para sair”, contou.

Leia a matéria completa no portal UOL: https://www.uol.com.br/universa/noticias/redacao/2021/01/25/produtora-da-globo-sobre-episodio-de-racismo-em-loja-de-sp-humilhante.htm